Com Maria e José, sonhar a alegria do Natal”! É este o nosso programa. E, a Palavra de Deus, neste domingo, convida-nos a examinar os frutos da nossa “árvore dos sonhos”, pois toda «a árvore se conhece pelos frutos» (Lc 6,44). E João Batista avisa-nos: “Toda a árvore que não dá fruto é cortada e lançada ao fogo” (Mt 3,10). Mantém-se, todavia e sempre, no coração de Deus, o sonho e a esperança de que, donde e quando menos se espera, “sairá um ramo do tronco de Jessé e um rebento brotará das suas raízes” (Is 11,1-10)

-“Com Maria e José, sonhar a alegria do Natal”! Do sonho visionário de Isaías ao sonho de José, até concluirmos esta caminhada, com o sonho dos Magos, queremos viver estes tempos do Advento e do Natal, como tempos propícios a “sonhar, com Maria e José, a alegria do Natal”. 

Confiemos a vida da Igreja, a humanidade inteira e o Universo imenso a Cristo Rei, para que derrame sobre todos a Sua misericórdia, como o orvalho da manhã, para podermos construir um mundo mais justo e mais fraterno. 

“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, / Muda-se o ser, muda-se a confiança: / Todo o mundo é composto de mudança, / Tomando sempre novas qualidades”. 

Também hoje a Igreja é chamada a anunciar a fé na ressurreição: “A ressurreição dos mortos é a fé dos cristãos: acreditando nisso somos o que professamos!” 

 

Pág. 10 de 21
Top
Usamos cookies para garantir uma melhor navegação no site. Ao continuar a utilizar este site, está a dar o seu consentimento. Mais detalhes…