Celebramos hoje a Festa da Transfiguração do Senhor, neste dia 6 de agosto, que é também o primeiro domingo deste mês, por excelência, o mês das férias. Que a celebração desta Eucaristia, penhor da futura glória, favoreça o encontro com esta presença transformadora, até alcançarmos a imagem de Cristo glorioso.

 

E o tempo está bom para o sono e para o sonho. E o sonho de Deus tem um nome: é o Reino de Deus. Quando alguém o toca, é semelhante a um homem que encontra uma pérola e um tesouro. 

Não tenhamos pressa em colher, mas paciência no semear! Esta parece ser a mensagem da Palavra, que hoje vamos escutar. Confiemo-nos à paciência indulgente de Deus, que nos julga com bondade.

A este Deus, primavera do Universo, ofereçamos o terreno do coração, para nos tornarmos “o verão do mundo”, que leva à maturação das sementes. Para que o outono chegue, lá para meados de setembro, carregado de frutos! 

“Vinde a Mim, todos os que andais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei”! Viemos até Ele, em resposta ao Seu convite! Sob o peso da nossa fragilidade, mas também na leveza da graça, que nos salva. Na alegria deste encontro com o Senhor, confiemo-nos, desde já, à Sua misericórdia. E em comunhão com a Igreja diocesana do Porto, confiemos à Sua bondade aqueles que vão ser/foram ordenados diáconos e presbíteros, neste domingo, na Sé do Porto.

Pág. 5 de 25
Top
Usamos cookies para garantir uma melhor navegação no site. Ao continuar a utilizar este site, está a dar o seu consentimento. Mais detalhes…