Abraão, nosso pai na fé, é grande de mais para uma homilia. E, por isso, neste Ano da Misericórdia, proponho apenas vislumbrar, nesta oração de intercessão de Abraão, a manifestação do rosto da misericórdia divina.

Homilia na celebração dos 25 anos de ministério presbiteral

“Compadeceu-Se de toda aquela gente, porque eram como ovelhas sem Pastor (Mc 6,34)!”

 

1.No contexto desta celebração jubilar, alguém me enviou esta mensagem: “Resuma, por favor, numa palavra, o que foram, para si, estes vinte e cinco anos”! 

1.Com as férias à porta, cai-nos muito bem este episódio do encontro de Jesus, com Marta e Maria, irmãs de Lázaro. A censura de Jesus a Marta, pela sua agitação interior e pelo seu frenesim descontrolado, parece um claro sinal de «stop», quando já não conseguimos parar, para escutar, conversar, rezar e descansar. Na verdade, quem não descansa, não avança. 

“Compadeceu-Se de toda aquela gente, porque eram como ovelhas sem Pastor (Mc 6,34)!”

1.No contexto desta celebração jubilar, alguém, de entre vós, me enviou uma mensagem: “Resuma, por favor, numa palavra, o que foram, para si, estes vinte e cinco anos”! E, de imediato, me veio à mente o lema que escolhera aquando da ordenação sacerdotal: «reunir os dispersos» (cf. Jo 11,51.52). 

O“bom samaritano” não é jogador da seleção, mas é «património da humanidade». Toda a gente conhece a parábola e a figura, pelo seu nome. Quando se trata de alguém que faz o bem, sem olhar a quem, aí está – dizemos nós – um «bom samaritano». 

Pág. 19 de 25
Top
Usamos cookies para garantir uma melhor navegação no site. Ao continuar a utilizar este site, está a dar o seu consentimento. Mais detalhes…