Felizes! Felizes. Felizes. Felizes.É a palavra com que Jesus começa a sua pregação. E é o refrão que Ele repete hoje, por 4 vezes, como se quisesse, antes de mais nada, fixar no nosso coração uma mensagem basilar: se estás com Jesus, se gostas de escutar a sua Palavra, se procuras vivê-la cada dia, és feliz. Não serás feliz, mas és feliz! Aqui está a primeira realidade da vida cristã. Somos, em Jesus, filhos amados do Pai. Eis o motivo da nossa alegria, uma alegria que nenhuma pessoa no mundo nem nenhuma circunstância da vida pode tirar-nos. E aqui e agora, somos felizes porque convidados para o banquete do Reino. Vistamos o traje de festa, o coração simples e pobre, e confessemos ao Senhor a tristeza da nossa pouca alegria!

Nos dias 15 e 22 de fevereiro, o pároco

orienta encontros, na Vigararia de Vale de Cambra e Arouca

partilhando intuições, experiências e sugestões,

para tornar a paróquia um centro de envio missionário

Estão disponíveis, em recursos pastorais,

os textos e apresentações do tema.

Três grandes pecadores, à cabeça da missão: Isaías, o homem de lábios impuros, a quem Deus chama e envia; Paulo, o menor dos apóstolos por ter sido perseguidor de cristãos, que a graça de Deus transforma em arauto do Evangelho; e Pedro, o pecador convertido por Jesus em pescador de homens. “Jesus faz milagres também com o nosso pecado, com aquilo que somos, com o nosso nada, com a nossa miséria” (Papa Francisco, O nome de Deus é misericórdia, 89-90). Diante do Senhor, reconheçamos humildemente, como Isaías, como Paulo, como Pedro, a nossa pequenez e o nosso pecado, para que o Senhor nos tome, transforme e envie em missão.

Rezar pelas vítimas do tráfico de pessoas, da prostituição forçada e da violência

A pouco mais de um mês do início da Quaresma,

apresentamos, em linhas gerais, a proposta diocesana

do nosso caminho para a Páscoa 2019.

Em coerência com o Plano Diocesano de Pastoral 2018/2019,

também agora o profeta Jonas nos servirá de inspiração,

como figura paradigmática da conversão espiritual, pastoral e missionária.

Em pleno Ano Missionário, o fracasso de Jesus em Nazaré ajuda-nos a mantermo-nos de pé perante a rejeição, a recusa e a perseguição. Quão depressa muda o coração em Nazaré. Nós aqui vimos, para acolher Jesus, para que Ele não seja expulso da nossa cidade, nem rejeitado pelo nosso coração e para que Ele nos anime e fortaleça na missão. Deixemos que a Sua Palavra nos arda cá dentro e o Seu amor se apodere de nós.

As edições paulinas pediram ao nosso pároco

que partisse do pequenino livro de Jonas,

figura paradigmática da missão,

para propor um caminho de oração,

que se torna também um caminho de saída,

ao encontro das grandes periferias da cidade.

São cinco exercícios de leitura orante da Bíblia.

Pode adquiri-lo na secretaria paroquial

ou nas livrarias das Edições Paulinas.

 

Pág. 1 de 28
Top

A Paróquia Senhora da Hora utiliza cookies para lhe garantir a melhor experiência enquanto utilizador. Ao continuar a navegar no site, concorda com a utilização destes cookies. Para saber mais sobre os cookies que usamos e como apagá-los, veja a nossa Política de Privacidade Política de Cookies.

  Eu aceito o uso de cookies deste website.
EU Cookie Directive plugin by www.channeldigital.co.uk