Na Sé do Porto, segunda-feira, às 19h00

será celebrada missa de sufrágio, no 7.º dia

da morte do nosso querido bispo.

Por essa razão, não haverá a habitual Celebração da Palavra

na Igreja Antiga (Sete Bicas), presidida pelo diácono.

Na nossa comunidade, o 7.º dia será assinalado

nas missas dominicais, às 10h30 e 19h00.

Sobre o bispo, leia a homilia do nosso pároco

 

Igreja do Porto: Vive esta hora, que te chama, guiada pelas mãos de Maria, a ir ao encontro de Cristo e a partir de Cristo a anunciar com renovado vigor e acrescido encanto a beleza da fé e a alegria do Evangelho. Viver em Igreja esta paixão evangelizadora é a nossa missão. A vossa e a minha missão”!

Movidos pelo amor de Deus, dêmos o primeiro passo, no caminho ao encontro da comunidade, pois “onde dois ou três se reunirem em meu nome, Eu estarei no meio deles” (Mt 18,2o)Movidos pelo amor de Deus, dêmos o primeiro passo, no caminho da reconciliação: «Se o teu irmão te ofender, vai ter com ele. Se te escutar terás ganho o teu irmão» (Mt 18,15). Movidos pelo amor de Deus, dêmos o primeiro passo, no caminho da comunhão, reconhecendo que somos pecadores e precisamos de misericórdia.

Grupo  a grupo, iremos refletindo e delineando

o programa pastoral paroquial 2017/2018.

Veja abaixo  Convocatória destas reuniões parcelares

e ficheiros importantes para a preparação das mesmas.

Este ano (re)começaremos a Catequese mais cedo:

no sábado dia 16, às 16h00, para o 1.º ano apenas;

no domingo, dia 17, às 10h30, para os anos seguintes.

 Em anexo, a Carta às famílias

e o plano paroquial da catequese 2017/2018,

Descarregue, se necessário,

alguns documentos de inscrição ou renovação.

E vamos lá, "movidos pelo amor de Deus".

De regresso a casa e ao trabalho, aqui viemos, neste domingo, para celebrar a Eucaristia, como alimento que alimenta, sustenta e reforça a nossa fé. Somos desafiados por Jesus, a segui-l’O pelo caminho da Cruz ou, no dizer de São Paulo, a oferecermo-nos “como sacrifício vivo, santo, agradável a Deus, como culto espiritual”.  

Com o final de agosto, vamos ao bolso buscar as chaves, para regressar a casa e ao trabalho. Cristo chama-nos a responder e a corresponder ao Seu amor, com uma fé sólida e sincera, que se traduza num serviço humilde e numa missão alegre. 

Pág. 1 de 16
Top
Usamos cookies para garantir uma melhor navegação no site. Ao continuar a utilizar este site, está a dar o seu consentimento. Mais detalhes…