Grupo de Crismandos

Grupo de Crismandos 2017/2018

 

“Pois bem: faça-se do grupo de catequese, antes de mais, um grupo de amigos – para mais, unidos, não apenas por simples laços humanos, mas pelo amor de Deus revelado em Cristo, o mesmo que une os cristãos numa só Igreja. Se a dimensão eclesial do grupo é fundamental em todas as fases da catequese, é-o muito mais na adolescência. Para isso, há que investir na formação da consciência de grupo: por exemplo, levando-os a identificar o grupo por um nome por eles escolhido (em vez do ano de catequese, que lembra logo o da escola); alargando o relacionamento entre os seus membros para lá do habitual encontro semanal; relacionando-o com outros grupos, em iniciativas comuns, e com a comunidade e a sociedade, através de serviços que lhes prestam, como grupo; e, já neste ponto, conjugando a aprendizagem de conteúdos com essas e outras atividades, de tal modo que, além da cabeça, entrem também as mãos e o coração na sua formação cristã” (CEP,Carta PastoralCatequese: a alegria do encontro com Jesus Cristo, n.º 45).

 

No presente ano pastoral, são 24 o número de crismandos, sob a orientação da Catequista Lisa Maria Silva. Depois de 10 anos de catequese, fazem a sua preparação próxima para o Crisma, seguindo basicamente o “Youcat Preparação para o Crisma”, de Nils Baer (organizador), com 12 temas de reflexão. Este deve ser sobretudo um tempo de discernimento e de acompanhamento vocacionais. E é importante ainda fazer algumas experiências diversificadas da oração e de compromisso comunitário. Atenda-se, no concreto, às sugestões da Carta Pastoral dos Bispos Portugueses, sobre Catequese: a alegria do encontro com Jesus Cristo, ns. 45-47, nomeadamente sobre a formação da consciência de grupo, o desenvolvimento do espírito crítico e a questão vocacional.

 

I. exigências fundamentais

 

§  Participação assídua na Eucaristia dominical e experiência de Oração pessoal e comunitária, nas suas diversas expressões: Lectio Divina, Rosário (5 de maio, 18h00), Oração de Taizé, Adoração do Santíssimo na iniciativa “24 horas para o Senhor” (9 de março, das 22h00 às 23h00).

§  Compromisso com a comunidade ou com a sociedade, em alguma atividade ou serviço de voluntariado social ou pastoral, “convictos de que aí mesmo se oferece um lugar de descoberta vocacional” (PDP 2017/2018, p. 12).

§  Participação na Visita Pascal.

§  Acolhimento, aconselhamento, discernimento e acompanhamento vocacional, em diálogo com o pároco e a catequista.

§  Retiro em Fátima a 1 e 2 de dezembro,de modo a “reforçar a importância da fé, que nasce do encontro com Cristo” (PDP 2017/2018, p. 11).

§  Discussão das questões do Sínodo em reflexão vicarial para jovens e crismandos, orientada pelo Pe. Jorge, Diretor do Secretariado Diocesano da Juventude, a 20 de janeiro.

§  Participação nos encontros agendados, segundo este modelo, ao longo do mês:

- 1.º encontro: desenvolver um tema de reflexão;

- 2.º encontro: preparar uma iniciativa do grupo ou em parceria com outros grupos;

- 3.º encontro: realizar a iniciativa preparada;

- 4.º encontro: participar livremente numa atividade lúdica ou cultural.

 

II. Calendário dos encontros e atividades (até à páscoa)

 

Data

Atividade / Encontro

Objetivos

Local - Intervenientes

Outubro

7

1.º Encontro – A caminhada até ao crisma.

Apresentação da proposta para o caminho de preparação para o crisma.

Sala;

Pe. Gonçalo e catequista.

14

Jantar convívio e filme “Silêncio”.

Cripta. Catequista.

Encontro conjunto com o grupo de jovens e adolescentes.

21

O meu compromisso.

Apresentação sobre o trabalho realizado pelos vicentinos – Desafios no âmbito da pastoral da caridade.

 

Cripta;

Catequista e Margarida Afonso.

Encontro conjunto com o grupo de jovens e adolescentes.

28

Pensar o Centenário – Os nossos 16/17 anos em 100 anos

. Diálogo acerca da caminhada pessoal de fé de cada crismando;

. Sugestões do grupo para a comemoração do centenário da paróquia.

Sala. Catequista.

Novembro

4

Mensagem do Papa Francisco para o “Dia Mundial dos Pobres”.

Leitura e análise da mensagem. Enquadramento na dinâmica da Diocese/ vigararia/ paróquia.

 

 

Sala. Catequista.

11

Preparação da atividade - “Dia Mundial dos Pobres”.

Trabalho prático: realização de um mural de sensibilização para a temática. Afixação do trabalho prático.

Sala. Catequista.

A afixar na entrada e na Igreja para estar visível para toda a comunidade.

18

25

Livre

1 e 2 de Dezembro

Retiro em Fátima.

(Em conjunto com o grupo de jovens e adolescentes)

9

Dinâmica de Advento. Preparação da atividade de Natal.

Escolha de uma peça de teatro/ ou apresentação de outro cariz.

 

Sala. Catequista. Proposta a apresentar – Casa do Caminho ou no CIVAS)

16

23

Livre

30

Livre – Pausa Natal

Janeiro

6

. Ensaio da peça.

Adereços e cenário. Música.

Sala. Catequista.

13

Apresentação da peça.

Local a definir.

 

20

“O que podemos saber sobre Deus”.

Catequese 2 – Youcat.

Sala. Catequista.

27

Livre

Fevereiro

3

“Porque o mundo tem uma fenda”.

Catequese 3 – Youcat.

. Sala;

. Catequista.

10

Pausa de Carnaval

17

Encontro no Seminário do Pinheiro Manso.

 

Conhecer a dinâmica de um seminário. Descobrir o espírito missionário e a vocação de cada cristão.

Seminário do Pinheiro Manso. Pe. Pedro e Jovens Sem Fronteiras.

 

24

Encontro JSF.

Lançamento da semente para criação de um grupo JSF na paróquia.

Sala. Catequista e Pe. Pedro (JSF).

Março

3

“Jesus – Mais do que um Homem”.

Catequese 4 – Youcat.

Sala. Catequista.

10

Livre

17

“Por que razão Jesus teve que morrer?”

Catequese 5 – Youcat.

Sala. Catequista.

24

Via Sacra

Viver a Quaresma com sentido – Vivemos a caridade.

Parque das Sete Bicas. Participação conjunta com jovens e adolescentes.

25

Missa de Ramos

Semana Santa

Domingo de Páscoa

Participação nas celebrações da “Semana Santa”.

Participação na “Visita Pascal” com os restantes grupos da comunidade.

 

Top
Usamos cookies para garantir uma melhor navegação no site. Ao continuar a utilizar este site, está a dar o seu consentimento. Mais detalhes…